quinta-feira, 20 de setembro de 2018

CONVENTO DA PENHA: FÉ NA SUSTENTABILIDADE

Foto: Pedro Dutra/ Secom-ES


O Convento da Penha, principal patrimônio cultural do Espírito Santo, é um dos santuários mais antigos do Brasil. Está situado em um penhasco de 154 metros de altitude, e é uma importante área de fragmento de Mata Atlântica. 



Ocorre que muitas árvores estão colocando em risco as residências ao redor da área do Convento, sendo que já foram registrados acidentes.

Dessa forma, foram identificadas por técnicos da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Município de Vila Velha, a necessidade de suprimir ou podar 67 árvores. São árvores que estão podres, com muito cupim e raízes expostas, podendo a qualquer momento caírem sobre casas. 

Além da Defesa Civil de Vila Velha, outros órgãos embasaram a decisão do município: o Ministério Público Estadual (MPES), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF), que marcou as árvores a serem suprimidas. 

FÉ NA SUSTENTABILIDADE
No ano de 2017 foi iniciado no Convento da Penha o Programa “Ecos do Convento”, que prevê uma série de ações para a conscientização da importância da preservação ambiental.

É nesse contexto que o Instituto Brasileiro de Apoio ao Desenvolvimento Social e Econômico – IBA, coordenador do Programa Ecos do Convento, convidou a Associação dos Meliponicultores do Estado do Espírito Santo – AME-ES para desenvolver um trabalho com as Abelhas Nativas Sem Ferrão - ANSF dentro desse Programa.

As duas entidades estão conversando para delinear as ações. Está previsto um levantamento para averiguar se nas árvores a serem suprimidas existem enxames de ANSF a serem resgatados, e, em caso positivo, a instalação destes em um meliponário na área do Convento, aberto à visitação pública, que servirá também para educação ambiental.

EXPOSIÇÃO
No sábado dia 22 de setembro haverá uma exposição de algumas das espécies de abelhas sem ferrão e de fotografias feitas pelos associados da AME-ES. Nesse dia, das 8 às 16 horas, alguns meliponicultores associados estarão à disposição dos visitantes para falar sobre as abelhas nativas, para orientações sobre como se tornar meliponicultor(a) e ajudar na causa da preservação das abelhas nativas. Na oportunidade, os visitantes poderão ver como é o ninho de diferentes espécies de abelhas, aprender sobre a biologia, manejo e as relações ecológicas envolvendo as abelhas nativas.


CONVENTO DA PENHA: FÉ NA SUSTENTABILIDADE


Foto: Pedro Dutra/ Secom-ES

Cada vez mais a preservação do meio ambiente vem sendo objeto de reflexões, a interferência danosa do ser humano no equilíbrio ecológico, têm provocado mudanças sentidas diariamente por todos nós.
É fundamental promover ações que influenciem no cotidiano das pessoas para que cada um se sinta parte integrante e agente de transformação do mundo em que vive.
É preciso estimular os pequenos a adquirirem hábitos sustentáveis, os jovens a reverem seus conceitos e multiplicarem as ações e os adultos e idosos a darem bons exemplos e estimular atitudes sustentáveis desenvolvidas pelos mais novos.
Hábitos cotidianos levam a uma cultura que favorece a utilização de recursos naturais de forma consciente, levando a mudança gradativa de cultura.
Meio ambiente sustentável é aquele capaz de prover as necessidades da geração atual sem esgotar os recursos para suprir necessidades das futuras gerações.
Chega-se, portanto, a uma conclusão óbvia. Se preservarmos e recuperarmos o meio ambiente, podemos usufruir dos recursos naturais, sem esgotá-lo para futuras gerações, desfrutando no presente, de qualidade de vida.
O convento da Penha é o principal patrimônio cultural do Espírito Santo, é um dos santuários mais antigos do Brasil, recebe milhares de visitantes todos os anos.
O complexo arquitetônico, a trajetória histórica, a singeleza, a sobriedade, a espiritualidade, a paz, o contato com a natureza através do magnífico panorama de Vitória e Vila Velha, do oceano Atlântico e da Mata Atlântica, proporciona aos visitantes paz, segurança, amor, desejo de melhorias, dentre outros sentimentos positivos que abre caminho para desenvolvermos, de forma estruturada ações que possam promover a conscientização sobre o equilíbrio ambiental. Cuidar da nossa casa comum é um gesto de amor e respeito ao próximo.
Dentro da perspectiva de Responsabilidade Social, o Programa ECOS DO CONVENTO foi criado, trazendo como tema a campanha “EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Cultivar e guardar a criação”. A temática ecológica renovará o entendimento da necessidade de conversão pessoal e comunitária para a convivência equilibrada, ou seja, cuidar da criação, de modo especial do meio ambiente em que vivemos, e promover relações fraternas com a vida e a cultura da população.
O programa ECOS DO CONVENTO foi criado visando usar da visibilidade e projeção do Convento da Penha para demonstrar o modo franciscano de lidar com a casa comum na promoção de estilo de vida sustentável para todos e solidário com a irmã Mãe-Terra.
Nosso objetivo é desenvolver ações socioculturais e ambientais, que envolvam atitudes práticas para serem multiplicadas no dia a dia, ampliando a conscientização e, Ecoando (disseminando) informações, que possam contribuir com hábitos cotidianos relacionados à atitude consciente, favorecendo o ambiente em que vivemos de forma a torna-lo sustentável.
Nesse sentido é importante relatar que a prioridade é a preservação da vida. Muitas árvores estão colocando em risco as residências do entorno do Convento da Penha. O programa ECOS DO CONVENTO, com o apoio dos parceiros envolvidos fez o inventário das árvores do entorno bem como um plano de manutenção para a região de risco eminente. Várias árvores foram identificadas por técnicos do IDAF – Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo, pela Defesa Civil e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e nessa primeira fase, deverão suprimidas 67 árvores.
Vale ressaltar que em condições naturais essas árvores cairiam e completariam seu ciclo biológico de recomposição do solo, porém, na atual situação, colocam em risco a vida dos vizinhos do convento.
É nesse contexto que o programa ECOS DO CONVENTO organizou com muito carinho, aproveitando o dia da árvore, um dia cheio de atitudes. Venha se divertir e trocar experiências com a nossa equipe!
Segue a nossa programação:

1° Exposição de Abelhas Nativas Brasileiras no Convento da Penha

A AME/ES - Associação dos Meliponicultores do Estado do Espírito Santo, em parceria com o programa ECOS DO CONVENTO, participará do 1° ECO-CIRCUITO DO CONVENTO DA PENHA que será realizando sábado, dia 22 de setembro de 2018, das 8 às 16h, no Convento da Penha.
A AME/ES preparou com muito carinho a 1° Exposição de Abelhas Nativas Brasileiras no Convento da Penha.
Os visitantes terão a oportunidade de ter contato direto com as abelhas, que são inofensivas e sem ferrão, bem como visitar a exposição de fotografias e conhecer diversas espécies de abelhas nativas.
A AME-ES estará à disposição, e ansiosa para receber você e a sua família, para apresentar o mundo das abelhas e a importância delas na nossa vida.
Venha conhecer de perto, diferentes ninhos de abelhas sem ferrão e diferentes espécies de abelhas, vamos ECOAR informações sobre a biologia, manejo e as relações ecológicas envolvendo as abelhas nativas.

João Luiz Teixeira Santos -  Presidente da AME - ES

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Reunião de Fevereiro

Informamos aos associados que haverá reunião no dia 18/02 às 8:30 horas, com os seguintes temas:
- Apresentação;
- Pasto apícula - Plantas nativas e exóticas;
- Meliponicultura e Ecologia.

Como de tradição leve algo para o lanche compartilhado.